Marrom Natural sem Caramelo para Pet Food

Os pedidos de substituição do caramelo estão aumentando

Atualmente, existe uma demanda crescente para retirar o corante caramelo em diversas aplicações, incluindo rações e petiscos para animais de estimação. Este interesse decorre do debate constante sobre a segurança deste corante em todo o mundo. O caramelo vem sendo questionado há alguns anos, especialmente as classes III e IV. No Brasil, a ANVISA reclassificou as diferentes classes da seguinte forma:

  • caramelo I: corante natural
  • caramelo II, III e IV: corante sintético idêntico ao natural

pie-chart

Não é surpreendente ver esta tendência chegando à categoria de rações pet, já que muitos destes petiscos são escolhidos de acordo com a preferência alimentar dos donos dos bichinhos. Atualmente, estes animais de estimação são vistos como membros da família e seus proprietários querem o melhor para eles –incluindo ingredientes mais simples e rótulos limpos.

Os corantes naturais desafiam os tons de marrom

A demanda por alimentos menos processados está pressionando muitas marcas a reformularem a lista de ingredientes. Felizmente, nosso laboratório de P&D passou os últimos anos pesquisando e desenvolvendo soluções de cores para rações extrusadas seguindo esta tendência. Este é um desafio complexo devido a variações na base da ração em função das muitas receitas diferentes. Por exemplo, as antigas receitas baseadas em grãos, então muito populares, atualmente deram lugar a uma onda de misturas livres de grãos ou de proteínas e vegetais. Essas combinações de ingredientes variadas alteram a cor dos produtos base, de maneira que uma solução única não é a melhor abordagem nas aplicações de rações.

Além disso, o calor extremo associado à extrusão e o pH do material base são os dois principais fatores que podem afetar a cor final. As diferentes opções de corantes naturais podem ser sensíveis aos processos de extrusão, que também variam muito de uma empresa para outra. Portanto, as formulações de corantes geralmente precisam ser personalizadas para as respectivas condições de processamento. Além disso, um azul natural com pH estável e estabilidade térmica é excepcionalmente difícil de encontrar. A espirulina é uma fonte comum de cores azuis, mas não sobrevive ao processamento térmico e não é permitida em rações para animais de estimação. As antocianinas seriam opções alternativas de azul, mas apresentam tons mais arroxeados na faixa de pH padrão de 5,5-7,0 na maioria das rações para animais de estimação, o que pode ser bom ou ruim dependendo do quão escuro deva ser o tom de marrom desejado.

Aprimorando o seu corante para rações com uma abordagem personalizada

Devido às variações associadas a calor, pH, cor base e outros detalhes da extrusão, uma solução personalizada de corante é, muitas vezes, necessária para obter tons estáveis. Vamos dar uma olhada no que isso significa para 4 diferentes tons de marrom…

TOM DESEJADO: MEL

Solução de corante: Marrons naturais sem caramelo com baixas dosagens, como o Sienna™

 

honey-brown

butterscotch-brown

TOM DESEJADO: MARROM BUTTERSCOTCH

Solução de corante:  Laranjas naturais resistentes ao calor (como a páprica) e azuis com pH estável (como os nossos Azuis Naturais)

TOM DESEJADO: MARROM NOGUEIRA

Solução de corante:  (Vermelho + Laranja + Azul)

Vermelhos naturais estáveis ao calor, como o SupraRed™
e laranjas, como a páprica ou betacaroteno, com um Azul Natural

hickory-brown

dark-brown

TOM DESEJADO: MARROM ESCURO

Solução de corante:  (Vermelho + Laranja + Azul)

Para tons mais escuros: maior utilização de vermelhos estáveis ao calor (como o SupraRed™ e laranjas (como a Páprica ou Betacaroteno) com um Azul Natural

Temos muitas opções de marrom natural para pet food para atender a muitas outras tendências. Se você tiver dúvidas ou projetos em que precise de alguma assistência, solicite consultoria ou entre em contato conosco.

Related Posts